RELAÇÕES DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA REGIÃO METROPOLITANA DO VALE DO PARAÍBA E LITORAL NORTE

Josiane de Fátima Daniel Cardoso, Monica Franchi Carniello, Adriana Leônidas de Oliveira

Resumo


O presente artigo tem como objetivo analisar a relação entre geração de emprego e conflitos trabalhistas, tendo como referência 08 municípios da Região Metropolitana do Vale do Paraíba – Sub-região 1, que dispõe de um amplo polo industrial, automobilístico e mecânico, com recorte temporal de 2010 a 2014. Trata-se de uma pesquisa exploratória e documental, de abordagem quantitativa, desenvolvida a partir da análise de dados dos munícipios, obtidos através dos sites do Ministério do Trabalho e Emprego- CAGED- Cadastro Geral de Empregados, e do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Com base na evolução dos indicadores direcionados ao mercado de trabalho da região (taxa de desemprego, evolução do emprego, percentual de processos trabalhistas), constatou-se que as relações de trabalho na indústria na Região Metropolitana do Vale do Paraíba, devido às mudanças estruturais, contribuíram para o aumento do desemprego, gerando conflitos trabalhistas. Conclui-se que devido às mudanças na organização do processo produtivo e do trabalho, a terceirização e a multifuncionalidade despontam como tendências futuras nas empresas, assim como a Economia Solidária, que é vista como uma alternativa frente às transformações no mercado de trabalho.

Palavras-chave


Mercado de Trabalho; Relações de Trabalho; Indústria de Transformação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


LAJBM está indexada em:

   

 

ISSN: 2178-4833