PROPOSTA DE MODELO DE ARRENDAMENTO PORTUÁRIO BASEADO EM PROGRAMAÇÃO LINEAR APLICADA A UMA SITUAÇÃO BRASILEIRA

João Carlos Félix Souza, João Gabriel de Moraes Souza, Pedro Victor de Oliveira Câmara

Resumo


Este artigo apresenta um modelo matemático de seleção do melhor licitante para a locação de áreas portuárias. O modelo visa atender a solicitação feita por uma Lei Provisória, que regula o processo de arrendamento mercantil. Eles determinam que a nova metodologia considera a tarifa mais baixa combinada com a maior manipulação de portos. Propomos uma formalização matemática adaptada aos interesses descritos. A formalização utilizada foi o LPP (Problema de Programação Linear) para calcular a tarifa mais baixa cobrada ao usuário eo manuseio mínimo de porta requerido para a demanda estimada, introduzindo custos originados de demandas previsíveis e os investimentos necessários para atender a demanda estimada. Posteriormente, foi aplicado o modelo DEA (Data Envelopment Analysis) para classificar as melhores propostas considerando a tarifa mínima calculada na LPP, como entrada, a demanda como saída e o investimento feito como saída. Os resultados foram satisfatórios; A DEA classificou as propostas mais adequadas dentro dos requisitos legais.

Palavras-chave


Locação de porto; Maior manuseio de embarcações; Direito provisório; LPP; DEA

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


LAJBM está indexada em:

   

 

ISSN: 2178-4833