AVALIAÇÃO DE DESPERDÍCIO ALIMENTAR PRODUZIDO POR COMENSAIS EM RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO NO SUL DO BRASIL POR MEIO DE GRÁFICOS DE CONTROLE

Roselaine Ruviaro Zanini, Caroline Spohr, Angelica Peripolli, Juliana Haetinger Furtado, Maiara de Oliveira Noronha, Steffani Nikoli Dapper

Resumo


Este artigo teve como objetivo monitorar o desperdício de alimentos no Restaurante Universitário da Universidade Federal de Santa Maria, realizado com registros de outubro de 2013, turno de almoço, coletados em três refeitórios. O peso dos restos e o índice resto-ingesta foram analisados por meio de estatística descritiva e gráficos estatísticos de controle, para detectar variações indesejáveis e causas especiais relacionadas às refeições distribuídas. No período considerado, foram servidos 124.884 almoços, sendo a média diária produzida de resto de alimento igual a 240,83kg (desvio-padrão=79 kg). Considerando-se que o consumo médio individual foi 0,6kg, estimou-se que seria possível alimentar, mensalmente, aproximadamente 10.038 pessoas. O percentual médio de índice resto-ingesta foi 9,74%, muito acima do índice máximo de 3% considerado ótimo. Sendo assim, pode-se observar elevado desperdício no Restaurante Universitário, indicando a necessidade de campanhas de conscientização no sentido de esclarecer aos comensais da necessidade de racionalizar o alimento.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


LAJBM está indexada em:

   

 

ISSN: 2178-4833