PRÁTICAS DA EXPERIÊNCIA E DO RELACIONAMENTO NA GESTÃO DE STAKEHOLDERS

Vanessa Carvalho Miranda Tavares, João Paulo Lara Siqueira, Marcela Barbosa Moraes, Benny Kramer Costa

Resumo


Ao basear-se no fato de que proporcionar aos stakeholders de uma organização experiências memoráveis podem fortalecer o relacionamento, assim levando a organização a obter vantagem competitiva, além degerar benefícios mútuos para os interessados, este estudo buscou responder a seguinte questão: Como as práticas da experiência e do relacionamento impactam e contribuem para a gestão dos stakeholders de academias de ginástica? O objetivo foi analisar as práticas da experiência e do relacionamento existentes na teoria dos stakeholders e como essas práticas impactam e contribuem para a gestão dos stakeholders em academias de ginástica. Baseando-se na teoria dos stakeholders, e nas variáveis experiência e relacionamento foram pré-definidas as categorias (Diálogo, Troca e Combinação de Recursos, Envolvimento, Participação e Engajamento). O método empregado para coleta dos dados foram três fontes de evidências: análise documental, observação direta e entrevistas com interessados envolvidos. Como stakeholders internos, foram entrevistados os gestores, coordenadores, funcionários e professores e como stakeholders externos, foram entrevistados os clientes. Os resultados apontam que as experiências únicas proporcionadas aos clientes fortalecem os laços relacionais entre os stakeholders, gerando benefícios mútuos.

Palavras-chave


Experiência, Stakeholders, Academias de ginástica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


LAJBM está indexada em:

   

 

ISSN: 2178-4833